Sanitização e pecuária: a importância da limpeza nas celas animais!

4 minutos para ler

Sanitização e pecuária devem estar integradas. A higiene das celas animais traz benefícios tanto para o animal quanto para o ser humano, que será o consumidor dos produtos da pecuária.

Remover os resíduos das criações com eficácia promove o bem-estar animal e também garante segurança para consumo dos produtos da pecuária pelo homem. Neste post, explicaremos por que você deve se preocupar com a higienização das celas animais e daremos orientações para realizá-la corretamente. Continue lendo para aprender!

Como a sanitização na pecuária influencia a saúde animal

A sanitização pode ser definida como a aplicação de medidas de higiene que visam evitar a contaminação de produtos, de forma a preservar a saúde humana. Na pecuária, essas medidas beneficiam também os rebanhos. Por isso, os fatores que prejudicam o bem-estar animal devem ser eliminados das criações.

O acúmulo de fezes cria condições favoráveis à proliferação de bactérias, vermes, carrapatos e moscas, o que aumenta as chances de o animal contrair doenças. O mau cheiro dos excrementos afeta as condições de trabalho dos criadores. Além disso, restos de alimentos também podem atrair moscas e roedores, capazes de transmitir doenças à criação.

Portanto, uma boa higienização das celas é necessária para prevenir infecções bacterianas e outras doenças parasitárias. Ao estarem sadios, os animais ganham peso com maior rapidez, o que aumenta sua taxa de crescimento. Com isso, a capacidade reprodutiva do animal é assegurada e a taxa de mortalidade do rebanho também diminui.

A importância da higiene na qualidade dos produtos da pecuária

O mercado vem ficando cada vez mais exigente acerca da qualidade dos produtos de origem animal.

Para que sejam comercializados no país ou destinados à exportação, a sanitização e pecuária são palavras que não devem se separar. Condições de biossegurança devem ser atendidas, a fim de evitar a contaminação dos consumidores por agentes infecciosos presentes nas fazendas.

Na criação do gado leiteiro, a falta de limpeza das celas e salas de ordenha pode levar ao aparecimento da mastite, doença bacteriana que afeta as glândulas mamárias das vacas. Além do comprometimento da saúde animal, a produtividade e a qualidade do leite diminuem, reduzindo o lucro do produtor.

Para o gado de corte, a limpeza das celas também é de extrema importância. A falta de higiene pode levar ao aparecimento de doenças bovinas que podem ser transmitidas ao homem, como a brucelose.

Recomendações para a higiene das celas animais

A higiene das instalações é dividida em duas etapas: limpeza e desinfecção. A primeira é subdividida em seca e úmida. A limpeza seca constitui-se de varreduras das superfícies, enquanto a limpeza úmida é feita com o uso de detergentes e jateamento de água.

A fase seca é de grande importância e garante a eficácia da fase úmida, pois os resíduos que não forem retirados das superfícies protegem os agentes infecciosos da ação do desinfetante (que será utilizado na etapa de desinfecção).

A segunda etapa consiste na aplicação de produtos químicos para reduzir a carga de microrganismos, causadores de doenças nos animais e no homem.

A limpeza seca das celas deve ser feita diariamente. Já a limpeza úmida, com uma frequência semanal, no mínimo. Os detergentes e desinfetantes adequados para a higiene dependem do tipo de criação e do material constituinte das celas.

A higiene deve ser feita em todas as superfícies das celas: pisos, paredes, bebedouros e comedouros. Restos de alimentos também devem ser removidos, de forma a evitar a atração de roedores, baratas e outras pragas.

Finalmente, é importante dar um destino adequado aos resíduos removidos. O esterco deve ser depositado longe das celas animais e de cursos d’água. Com os procedimentos adequados, pode ser utilizado como adubo orgânico.

As boas práticas de higiene nas criações evitam a proliferação de doenças entre os animais e também aumentam a produtividade dos rebanhos. Dessa forma, a pecuária se torna mais lucrativa para o criador, que pode oferecer produtos de maior qualidade ao mercado. Por isso, sanitização e pecuária estão fortemente relacionadas.

Gostou de conhecer a importância da higiene nas celas animais? Que tal expandir seus conhecimentos e descobrir como diagnosticar a claudicação em equinos?

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-