Armazenamento de grãos: entenda a importância de fazê-lo corretamente para as vendas

6 minutos para ler

Terras férteis, clima favorável, alta qualidade das sementes e tecnologia de ponta fazem com que o Brasil ocupe a terceira posição no ranking entre os maiores produtores e exportadores agrícolas do mundo.

É evidente que para entrar, ou se manter no mercado, o empreendedor precisa garantir o bom funcionamento em todas as etapas da cadeia produtiva. Porém, muitas vezes, a importância de uma dessas fases é negligenciada: o armazenamento de grãos.

Mas você sabe quais são os cuidados que devem ser tomados na estocagem de cereais? E como o correto armazenamento influencia na produtividade da lavoura? Pensando em responder a essas perguntas, elaboramos este artigo para você! Continue conosco e descubra!

Como funciona o armazenamento de grãos

A ensilagem de grãos tem início logo após a colheita. Esse procedimento tem como objetivo manter as taxas nutritivas da pastagem em seu estado natural, também, em sua forma conservada.

O método envolve a colheita da planta no campo, a trituração e sua compactação dentro do silo. A forrageira é, então, transformada em silagem que, devido à fermentação, tem sua degradação interrompida e seu valor nutricional preservado.

O silo só pode ser aberto depois que a fermentação está completa — em torno de duas a três semanas. Antes disso, o material apodrece. Após essa fase, a silagem pode permanecer armazenada por vários anos, desde que bem vedada e mantida sob condições adequadas.

A importância de fazer a ensilagem corretamente

Entre os principais produtos agrícolas brasileiros, a soja e o milho ocupam as primeiras posições. Da oleaginosa, estrela do nosso agronegócio, cerca de 44% são exportados em forma de grãos in natura e 49% são destinados a diversos processamentos. Destes, 79% entram como componentes de ração animal e o restante tem uso na fabricação de óleo combustível e doméstico.

Um silo, quando tecnicamente projetado e devidamente bem localizado, representa uma das estratégias para aumentar o retorno econômico da cadeia produtiva de cereais.

Além de oportunizar a comercialização dos produtos em períodos mais propícios (evitando as pressões do mercado no tempo de colheita, por exemplo), a retenção da silagem na propriedade, quando executada corretamente, apresenta vantagens como:

Mantém a qualidade do alimento

Uma vez que grande parte dos grãos tem como destino a composição da ração animal, é fundamental que os nutrientes da forrageira sejam preservados.

O sistema agropecuário é extremamente encadeado e a qualidade dos produtos animais depende diretamente das propriedades do alimento que lhes é fornecido. A ação da fermentação dentro do silo garante a conservação do produto e de suas características nutritivas.

Reduz consideravelmente os prejuízos

A fermentação preserva a forrageira, havendo uma diminuição das perdas qualitativas e quantitativas que naturalmente ocorrem no campo; o que maximiza o potencial da pastagem e o rendimento da colheita.

Além disso, possibilita-se uma economia no transporte, pois o custo dos fretes aumenta durante a época da safra e, também, porque o processo de ensilagem elimina o excesso de água dos grãos e suas impurezas.

Promove o crescimento do setor

Está prevista uma safra recorde de grãos para 2018. Com o aumento da produção, o momento é bom para investir em melhorias e, também, na possibilidade de obter financiamento nas linhas de crédito específicas para a pré-comercialização (EGF e AGF).

Ademais, a manutenção dos produtos na fazenda permite a exportação dos mesmos, visto o tempo que podem ser armazenados sem danos à sua qualidade.

Como fazer o armazenamento de grãos

Independentemente da cultura manejada no momento, é crucial que o processo de ensilagem seja executado de maneira correta. Qualquer irregularidade ou descuido com a armazenagem pode afetar a qualidade do volumoso ou acarretar a perda completa da silagem.

Veja, a seguir, algumas práticas importantes:

Planejar a produção

O processo de armazenamento envolve custos e riscos e é preciso ter conhecimento para maximizar a produção e minimizar os prejuízos.

A ensilagem deve ser feita com rapidez (armazém cheio e vedado em um dia) e as máquinas agrícolas precisam ser preparadas com antecedência, bem como o montante total de forragem deve ser compatível com o número de silos da propriedade.

Preparar os silos

Após a colheita e a picagem do material, o silo deve estar completamente limpo para receber o insumo. É importante certificar que o armazém esteja livre de qualquer remanescente da silagem anterior e de resquícios de insetos.

Compactar com qualidade

Cada forragem tem um tamanho ideal ao ser triturada, otimizando o processo de fermentação. Durante o enchimento do silo, é importante que a matéria orgânica seja muito bem compactada, diminuindo a presença de ar entre as partículas (a fermentação ocorre de modo anaeróbio). Quanto menos ar, melhor será o resultado.

Controlar a umidade e a temperatura

Para que o método de conservação ocorra adequadamente, a umidade e a temperatura dentro do silo devem ser controladas.

Esses dois fatores estão diretamente interligados, ou seja, o aumento da primeira provoca também o acréscimo da segunda. A redução da umidade faz com que os gases provenientes da fermentação sejam liberados sem excesso, evitando o aumento da temperatura da silagem.

Essas medidas de controle impedem a proliferação de fungos, insetos e outros patógenos, além de diminuírem os riscos de explosões no interior dos silos.

Investir na aeração

Uma boa ventilação exaustora dentro dos armazéns é necessária para manter constante a temperatura e umidade da superfície dos grãos. Além disso, a exaustão capta as partículas da poeira agrícola em suspensão antes que elas se disseminem no ambiente elevando o risco de acidentes.

Verificar o surgimento de insetos

Fazer o controle de pragas é necessário durante todo o sistema de produção. Mesmo com as condições adequadas para que os insetos não se propaguem, a verificação periódica é imprescindível, especialmente no verão. Insetos se multiplicam com muita rapidez e é preciso contê-los com eficiência.

Acompanhar a silagem com frequência

Independentemente do tempo de armazenamento dos grãos, esta talvez seja uma das práticas mais importantes da ensilagem. A verificação regular dos silos garante que todas essas atividades acima mencionadas sejam realizadas com o devido cuidado.

A silagem é o resultado de muito investimento e trabalho no campo e sua qualidade depende dos procedimentos durante a armazenagem. A pós-colheita deve ser, portanto, tratada com extrema seriedade.

Nosso artigo sobre a importância do armazenamento de grãos foi útil para você? Então, aproveite, agora, para saber como evitar perdas por atraso na colheita de soja!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-