Você sabe como diagnosticar a claudicação em equinos?

Você sabe como diagnosticar a claudicação em equinos?
4 minutos para ler

Popularmente conhecida como manqueira, a claudicação em equinos é um sinal clínico derivado de um distúrbio estrutural ou funcional.

A claudicação em equinos caracterizada pela alteração na postura do animal
A claudicação em equinos é caracterizada pela alteração na postura do animal (Foto: Divulgação / Escola do Cavalo)

Ela é caracterizada pela alteração na postura e/ou locomoção do cavalo dificultando os exercícios ou até mesmo a caminhada do animal.

Sem dúvida, a claudicação em equinos é um dos principais problemas nos cavalos e necessita da intervenção do médico veterinário o mais breve possível.

Ainda mais, ela é um dos fatores que contribuem para uma má carreira esportiva atlética do animal.

A claudicação em equinos pode ser classificada em mecânica, neurológica e dolorosa, mas a mais comum em consultas de investigação é a de origem dolorosa.

 

Principais causas do problema

A claudicação em equinos pode ser causada por traumas, anomalias congênitas ou adquiridas, infecções, desordens circulatórias e nervosas, cravo mal pregado e desgastes com feridas em geral.

Processos inflamatórios como a laminite e deformidades permanentes também podem provocar a doença.

Diagnóstico

Para um diagnóstico preciso, é necessário ter um bom conhecimento anatômico e fisiológico da movimentação dos membros do cavalo.

É preciso avaliar a escala da dor do animal, observar minuciosamente o animal, dentre outras informações. Confira algumas dicas:

Testes de flexão:

Consistem em refletir passivamente os membros e respectivas das articulações.

Assim, é possível realçar focos inflamatórios que evidenciam a dor, o que faz com que a enfermidade seja acentuada após o teste de flexão.

Exame meticuloso:

É muito importante examinar o cavalo detalhadamente para a confirmação correta do problema e para a identificação do foco doloroso no animal.

Para o exame, o médico veterinário pode utilizar técnicas de diagnóstico com o auxílio da infiltração de anestésico local ou anestesia intra-articular.

Localizar o foco doloroso:

Ao localizar o foco da dor, o médico veterinário deve explorar rigorosamente a região. Se for preciso pode utilizar o exame de raio X, assim já analisa as possíveis lesões ósseas ou articulares.

Só após a identificação da lesão o médico veterinário estará apto para propor um tratamento adequado.

Todavia, investigar um caso de claudicação em equinos pode ser simples e durar apenas 5 minutos ou pode levar até dias em um paciente acometido em um nível mais grave da doença, por exemplo.

Prevenção

A claudicação em equinos é um dos principais problemas nos cavalos
A claudicação em equinos é um dos principais problemas nos cavalos (Foto: Pixabay)

Essa enfermidade causa diversos transtornos, prejuízos financeiros para o criador e muito sofrimento para o animal.

Então, a prevenção da enfermidade evita que tudo isso aconteça.

Embora não seja possível realizar completamente a prevenção do problema existem algumas medidas, que quando adotadas diminuem sua incidência, como por exemplo:

– Impedir que os animais fiquem acima do peso;

– Evitar que o equino tenha uma dieta rica em hidratos de carbono (açúcares);

– Realizar a seleção genética dos progenitores para reduzir a incidência tanto desta como de outras patologias congênitas;

– Ficar atento a alguns detalhes, como fornecer um bom aprumo ao cavalo, alimentação completa e equilibrada, preparação física correta e trabalhar o animal em pisos adequados.

Viu como não é difícil prevenir a claudicação em equinos?

Quando a doença é descoberta logo no início as chances de solucioná-las são ainda maiores. Portanto, nunca deixe de dar assistência veterinária aos seus animais.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-