Como plantar minimargaridas

4 minutos para ler

No Brasil existe uma variedade de margaridas. Na maioria das vezes são encontradas em floriculturas, bancas de flores e outros pontos de venda de plantas no varejo.

Há tipos cores e tamanhos diversos, em vasos ou em cortes, agradam a todos na decoração de diferentes ambientes, seja em residências, escritórios, espaços públicos e fazendas.

Produtos Agropecuários

As minimargaridas

Pequenas e delicadas, as margaridinhas, como também são chamadas na versão mini da flor, têm miolo amarelo, cercado por pétalas de diversos tons. Semelhante aos exemplares convencionais, se adaptam a qualquer clima e se proliferam facilmente, mesmo em solos mais secos. No entanto, terrenos com bastante matéria orgânica, boa capacidade de drenagem e estrutura dão suporte para garantir uma planta anual.

O ano inteiro de cultivo ainda é possível quando as matrizes são mantidas sob iluminação especial, porém, essa alternativa exige instalações e mão de obra especializada. Dependendo da variedade, as minimargaridas podem atingir até 1,2 metro de altura, em um ciclo de 13 semanas dentro de estufas.

As margaridinhas são dáceis de plantar,  não precisam de desbaste de flores e galhos, pois a intenção do cultivo é mesmo obter uma grande quantidade de botões. Um plantio caseiro pode ser feito com base nas instruções das embalagens de sementes disponibilizadas pelos fabricantes.

Alimentação para cavalos e bois

Mãos à obra na plantação?

O início

Embora não seja difícil plantar as minimargaridas, é bom seguir orientações de quem já tem experiência no cultivo. Em pequenas quantidades, as variedades mais baixas podem ser plantadas a partir de sementes em vasos. Uma opção também, é, utilizar mudas compradas prontas de viveiristas com referências para o plantio de exemplares mais altos. Evite, no entanto, as que crescem muito, pois a altura pode dificultar a sustentação da planta, que acaba necessitando de um suporte.

Qual ambiente plantar?

É necessário que o plantio ocorra em local com boa incidência de sol, até mesmo pleno durante todo o dia. Em regiões de clima subtropical, as minimargaridas costumam ficar dormentes durante o inverno. Se não forem protegidas em períodos de geadas, podem ser danificadas. Em estufas, o plantio deve contar com ventilação.

O plantio

As instruções para o plantio a partir de sementes estão, em geral, apresentadas pelos próprios fabricantes nas embalagens. No caso de mudas, indica-se o uso de sementeiras em local com luz e temperatura amenas. Para evitar competição entre mudas, coloque-as em sacos individuais. O local deve ter pouco vento e sol direto até o entardecer. Iluminação e regas constantes permitem o bom desenvolvimento das minimargaridas nos primeiros 25 a 45 dias.

Adubação

Recomenda-se solo rico em matéria orgânica, com boa drenagem e adubação.  A cada semana reponha quantidades de nitrogênio e potássio, caso ambas as substâncias não sejam fornecidas pelo esterco curtido utilizado.

Cuidados

Para o controle de pragas e doenças, é importante adotar medidas preventivas e que não agridam o meio ambiente. Consulte um agrônomo ou técnico caso ocorra alguma praga na plantação.

Produção

De sete a dez dias é o tempo que se leva para germinação, crescimento e transplante da muda para o campo. A partir daí, mais 12 a 13 semanas são necessárias para se completar o ciclo da cultura. O surgimento de botões é visível a olho nu e o aparecimento de cores neles indica o desenvolvimento das hastes florais. A comercialização de plantas com botões fechados favorece as vendas no mercado, principalmente as que possuem tons mais comuns como: branco, amarelo, nuances de vermelho e misturas variadas.

Serviços e Gestão no Agronegócio

Fonte: Wikihow

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-