Descubra a importância e os benefícios do manejo de pastagens

7 minutos para ler

 

Ser um criador de gado é, sem dúvidas, uma ótima opção de negócio. Se esse é o seu caso, você deve começar a pensar em como o manejo de pastagens influencia diretamente nos seus lucros e na qualidade do seu produto.

A agropecuária é parte essencial da nossa economia. Integrando o setor primário, ela é muito importante não só para os investidores, mas também para todas as pessoas do nosso país.

No entanto, investir nessa área exige muito planejamento. Você terá que optar por bons insumos, mão de obra qualificada e tecnologia de ponta, se decidir que está na hora de o seu negócio decolar.

Pensando nisso, criamos este texto para você ficar com a consciência tranquila quando for realizar a manutenção do seu pasto. Ensinaremos a importância e os benefícios de cuidar bem dele e daremos dicas de como realizar esse serviço. Acompanhe!

Saiba da importância de fazer o manejo de pastagens

A falta de planejamento e manejo é o maior problema encontrado em fazendas de criação de gado. O principal erro que o pecuarista comete no manejo de pastagens é não calcular o número de animais por área, o que compromete diretamente o resultado da colheita. No pensamento de muitos, o ideal é ter um pasto farto e com muita massa de forragem.

O que você deve entender é que, além do valor nutritivo (nível de proteína e fibra), a quantidade de forragem consumida pelo animal tem muito a ver com a estrutura do pasto, gerando consequências no seu ganho de peso.

Antes de tudo, é necessário compreender a dinâmica de acúmulo de forragem na pastagem.

O aumento mais intenso da quantidade de folhas verdes é a parte inicial do desenvolvimento da planta. Posteriormente, durante a disputa por radiação solar entre arbustos vizinhos e pela própria composição do vegetal, ocorre o crescimento dos colmos. Em seguida, com as folhas inferiores isoladas do sol, as partes mais velhas da planta morrem, dando origem ao processo de senescência.

Em pastos em que o capim está mais alto, esse processo é facilmente visualizado. Você pode verificar pessoalmente que a quantidade de material morto está acumulada na porção inferior, próximo ao solo. Essa parte da forragem não é consumida pelos animais.

Geralmente, o crescimento da planta é inversamente proporcional ao seu valor nutritivo, em razão da acumulação de compostos fibrosos e, principalmente, colmos.

Nesse sentido, cuidar do manejo da sua pastagem é importante para manter a forragem na estrutura ideal de consumo pelo rebanho. Os bovinos consomem principalmente folhas verdes — o colmo dificulta o bocado do animal. Além disso, o acúmulo de colmo facilita o risco de tombamento e pisoteio do capim.

Veja cuidados para um bom manejo de pastagens

Os princípios básicos de manejo são os mesmos para qualquer pastagem, independentemente do tipo de animal. Para obter sucesso, você deve administrar dois processos aparentemente conflitantes: as folhas são necessárias para o crescimento da planta, e os animais precisam de folhas para se alimentarem.

Os maiores erros no planejamento do manejo podem ser evitados seguindo estas dicas para uma boa pastagem:

Invista em sementes e mudas

Não economize na hora de comprar sementes e mudas: utilize insumos de boa qualidade e em abundância.

Entenda que as plantas precisam de nutrientes para crescer

Na maioria dos casos, os solos não são suficientemente férteis para o crescimento das plantas. Assim, a fertilização deve ser realizada! Para isso, analise periodicamente o solo. Não acredite em plantas rústicas que crescem em qualquer lugar, ou em métodos de pastejo que criam nutrientes.

Espere o pleno amadurecimento da pastagem

Antes de colocar os animais no pasto, espere o amadurecimento das plantas. Elas devem dobrar as folhas e cobrir totalmente o solo. Algumas, nesse ponto, já entram em estágio de pré-florescimento em pastagens anuais de inverno.

Coloque a quantidade ideal de animais no pasto

Ter a quantidade ideal de animais no pasto significa que cada um deles vai expressar o seu potencial máximo. Não sobrecarregue sua pastagem com mais animais do que o necessário, para obter de cada um o melhor resultado.

Animais jovens têm melhor conversão alimentar, aumentando o rendimento da pastagem. Isso porque uma mesma área alimenta menos animais adultos do que os outros.

Não reclame que você não tem pasto

O comportamento de crescimento errático e variável é característica de qualquer pastagem do planeta. Ela produz muito e com qualidade em determinadas épocas e, em outras, é o inverso. Você vai obter sucesso se conseguir adaptá-la e moldá-la a essas variações.

Entenda que as pastagens precisam de folhas para crescerem

As folhas interceptam a radiação solar para o crescimento da planta. Se faltam folhas na pastagem, o crescimento será pequeno.

Utilize a pastagem nativa

Quando bem manejadas e fertilizadas, a própria pastagem nativa produz tão bem quanto a cultivada. Se você acha que isso não se aplica ao seu caso, pense há quanto tempo você não cuida dela. As espécies nativas são as mais adaptadas à sua região.

Deixe os animais comerem do que eles mais gostam

A abundância de folhas é o que define o desempenho do animal em pastejo. Sendo mais nutritivas, elas são a parte preferida. O seu manejo deve priorizar a abundância de folhas e facilitar o encontro do animal com elas.

Conheça o zoneamento agroclimático e respeite-o

As espécies necessitam de determinados climas para crescerem. Não existe milagre quanto a isso, nem espécie que se adapte a todas as condições. Por exemplo, nos Campos de Cima da Serra, as pastagens de verão têm poucas chances de manutenção.

Entenda a relação entre taxa de lotação e o desempenho dos animais

A pastagem é desaproveitada com poucas cabeças de gado circulando, perdendo a qualidade, embora o rendimento de cada animal particularmente seja elevado.

Com o pasto excessivamente cheio, as folhas são rapidamente consumidas, sendo a pastagem menos produtiva. O ideal é calcular uma lotação moderada, que tenha um consumo razoável do pasto por animal e por hectare.

Confira os benefícios de realizar o manejo de pastagens

Realizar periodicamente o manejo da sua pastagem ajuda a não perder o rendimento do seu negócio. Além disso, pesquisas indicam que o manejo correto aumenta a produção animal de 30% a 40%. Com a forragem no tamanho certo, e um número equilibrado de animais no pasto, você obterá o rendimento máximo por cabeça.

O manejo correto das pastagens tem também outros benefícios. Ele ajuda a proteger o planeta, reduzindo a emissão dos gases que causam o efeito estufa. Além disso, traz proteção ao solo. É uma mão lavando a outra, pois um solo bem cuidado gera pastagens de qualidade, e pastagens de qualidade ajudam na estruturação do solo.

Agora, você já aprendeu tudo sobre manejo de pastagens. Está pronto para colocar a mão na massa e, no final, tirar um descanso com a sua família? Ah! Não se esqueça de cuidar bem do seu pasto para alavancar os rendimentos do seu negócio, certo?

Gostou do nosso texto? Então, continue aprendendo mais assinando a nossa newsletter! Até a próxima!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-