5 dicas para evitar a compactação do solo

4 minutos para ler

A compactação do solo é um problema que tem sido observado no Brasil desde o início da década de 80, devido à intensificação das práticas de manejo inadequadas e à mecanização agrícola. Esse efeito causa uma série de consequências negativas e afeta consideravelmente a produção das culturas.

Mas o que é e o que causa, exatamente, a compactação do solo? E o que pode ser feito para evitar esse problema? Continue a leitura do artigo, veja as dicas que elaboramos para você e entenda!

Quais são os problemas causados pela compactação do solo?

A compactação do solo se refere ao processo de diminuição do volume de solos não saturados, em decorrência de uma constante compressão. Essa pressão externa pode ser causada pelo peso das máquinas agrícolas, por equipamentos de transporte ou pelo pisoteio de animais, e provoca a expulsão de ar do solo e o rearranjo de suas partículas (areia, argila e silte).

Como consequência, a compactação resulta na redução do crescimento profundo das raízes. Isso predispõe as plantas à morte, principalmente nos períodos de seca, uma vez que ficam impossibilitadas de absorver a água das camadas mais profundas da terra (abaixo de 25 cm). Além disso, a compactação provoca o acúmulo de água na superfície do solo, favorecendo o processo de erosão.

O que fazer para evitar a compactação do solo?

Visto que a compactação do solo é apontada como um dos principais fatores limitantes da produtividade agrícola e uma das maiores causas da degradação dos solos, é fundamental que o produtor planeje e execute práticas sustentáveis na propriedade que evitem e corrijam esse problema. Veja algumas dicas:

1. Diminua a lavragem

Lavrar o solo demasiadamente destrói as raízes e diminui a quantidade de matéria orgânica ativa no solo, reduzindo, assim, a sua porosidade. O uso de discos de arado a uma profundidade de 20 a 25 cm auxilia na descompactação do solo.

2. Reduza o tráfego na lavoura

Evite trafegar com máquinas agrícolas na propriedade, principalmente quando o solo estiver muito úmido. Apenas uma passagem de maquinário pode causar uma séria compactação. Portanto, limite o tráfego a vias bem demarcadas.

3. Invista na rotação de culturas

A rotação de culturas é uma das maneiras mais eficientes de evitar e, também, solucionar a compactação. Invista em espécies que promovam a cobertura verde, como tremoço, milheto, ervilhaca, mucuna e nabo forrageiro. Essas culturas têm raízes agressivas, capazes de atravessar camadas bastante compactadas e, ao mesmo tempo, adicionar nitrogênio ao solo, beneficiando o cultivo principal subsequente.

O consórcio de culturas — que é a plantação de espécies diferentes em uma mesma área e época — também é extremamente vantajoso para a produção.

4. Considere a escarificação

O escarificador é uma alternativa menos custosa ao arado e, também, mais rápida. Nesse procedimento, hastes mecânicas rompem as camadas mais adensadas do solo. É preciso identificar bem qual a profundidade da compactação, para que o equipamento não trabalhe além do necessário e revolva o terreno o mínimo possível.

A escarificação biológica é mais benéfica, pois se baseia no plantio de espécies com sistema radicular profundo (exemplos citados anteriormente), o que não envolve distúrbios mecânicos ao solo. Além disso, essas culturas promovem uma maior atividade microbiológica, devolvendo os seus nutrientes e promovendo a conservação do solo.

5. Utilize a tecnologia a seu favor

O uso de esteiras de borracha nas máquinas agrícolas permite o aumento da área de contato em cerca de oito vezes mais que o convencional. Isso promove a menor compactação do solo, uma vez que eleva a flutuação do maquinário. Essa técnica confere mais aderência e menor trepidação dos tratores e colheitadeiras — o que garante maior estabilidade, evita a pressão e a consequente compactação do solo.

O planejamento e a execução de práticas que respeitem o meio ambiente e promovam a renovação do solo é a melhor forma de manter a produtividade e reduzir os prejuízos do negócio. Seguindo essas dicas, o produtor consegue reverter a compactação do solo em sua propriedade ou evitá-la completamente.

Gostou do conteúdo deste artigo? Nossas dicas foram esclarecedoras para você? Então, aproveite para saber mais sobre os tipos de irrigação que têm dado certo na produção agrícola!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-