Veja quais equipamentos para a plantação que você precisa ter!

7 minutos para ler

O setor agrícola, assim como outras áreas, é um campo que sofre transformações constantes, como a mecanização e a modernização das suas atividades. Além disso, é um dos mais importantes da economia, compondo mais de 5% do PIB brasileiro.

A adoção de maquinário tecnológico, incluindo os direcionados para a agricultura familiar, mostra que estamos avançando em questões de entrega de produtos com qualidade. Esse apoio à produção permite a otimização da capacidade produtiva, a redução de perdas, a autossuficiência das propriedades e a inserção dos pequenos e médios agricultores no mercado.

Desse modo, escolher os equipamentos para a plantação de maneira correta é um aspecto essencial nesse gerenciamento e, hoje, nós listamos alguns que podem facilitar seu plantio. Continue a leitura do artigo e confira!

Quais são os equipamentos necessários para a plantação?

Gerador de energia

Destinada à produção agrícola ou mesmo à sobrevivência da família, a energia elétrica é o primeiro insumo a ser considerado pelo agricultor. Ela é fundamental e serve como base de vários sistemas dentro da fazenda — como irrigação, confinamento de animais, beneficiamento de matéria-prima e outras atividades básicas.

Determinadas regiões podem sofrer com a falta ou a ineficiência no abastecimento de eletricidade. Por isso, o uso de geradores de energia é indicado para fazendas nessas condições, assim, a produção não sofrerá consequências diretas na ocorrência dessas situações.

Escolha um gerador tendo mente os seguintes pontos:

  • para usos esporádicos, é indicado o gerador movido a gasolina, que é a versão mais barata. Para tarefas recorrentes e uso diário, escolha a versão a diesel. Esse será mais robusto e também terá o combustível mais barato;
  • caso o gerador atenda áreas com equipamentos eletrônicos sensíveis, será necessário um regulador de tensão;
  • a escolha do gerador deve ser baseada na soma da potência em Watts dos aparelhos que serão conectados a ele.

Perfurador de solo

Esse equipamento é muito eficiente e também conhecido como motocoveador manual. É indicado para a perfuração e a fixação de estacas, a construção de cerca, o plantio de mudas, o reflorestamento, a coleta de materiais e os demais serviços da construção civil.

Movido a gasolina, o uso desse dispositivo resulta em economia de tempo, eficiência e segurança, quando comparado a perfuradores manuais ou cavadeiras. Além disso, esses equipamentos também são mais cômodos, diminuindo danos à saúde do operário, causados por esforço repetitivo.

Motocultivador

O motocultivador, tratorito ou microtrator, é movido a gasolina ou a diesel e é ideal para revolver o solo de pequenas propriedades. Por se tratar de um instrumento versátil, é utilizado para aragem de solo de plantio, capina ou deslocamento de pequenas carretas. Essa variedade de opções só é possível devido à possibilidade da troca, de forma prática, das enxadas por rodas.

Semeadoras

Popularmente chamadas de plantadeiras, as semeadoras são fundamentais ao plantio direto. Nesse sistema, a semente e os fertilizantes são depositados no solo ao mesmo tempo. Os dois devem ser separados com cuidado por distâncias específicas, o que evita problemas de germinação. Dessa maneira, a semeadora garante que as sementes serão entregues de forma espaçada, em filas com distância e profundidade escolhidas.

Tratores

O trator é uma das máquinas mais importantes na produção agropecuária e, também, uma das mais utilizadas. Está presente em quase todas etapas do processo, pois atende tanto necessidades básicas quanto específicas.

A principal função de um trator é dar potência ao maquinário acoplado, ou seja, tracionar o que estiver conectado a ele. Em alguns casos, é possível não só carregar, como também acionar esse segundo equipamento por meio de uma tomada. Além disso, são robustos, econômicos e de alta produtividade, substituindo os animais como forma de potência.

Colheitadeiras

A colheita é uma das etapas mais importantes durante o processo de produção agrícola. A mecanização desse estágio é vital para a diminuição de perdas e a execução eficiente.

A colheitadeira ideal precisa ser escolhida após a análise do tipo de cultura na qual será utilizada, das características da lavoura, de sua eficiência e da velocidade. O equipamento deve ter um motor potente, capacidade de limpeza e armazenagem, e ser grande o suficiente para o porte da plantação.

Pulverizador

Independentemente do tamanho da área de cultivo, o agricultor precisa aplicar algum defensivo, de modo que a cultura não seja atacada por doenças, pragas ou plantas invasoras. O pulverizador é indicado para realizar a aplicação do produto químico necessário ao controle desses inconvenientes.

Visando à aplicação correta do produto, é indispensável que o pulverizador esteja bem regulado, fazendo com que o líquido seja fragmentado em pequenas gotas. Propriedades menores são bem atendidas com pulverizadores costais e, em áreas maiores, os mais indicados são os de barra tratorizados.

Como cuidar dos equipamentos para a plantação?

Manutenção preditiva

É uma técnica baseada no estado do material. Primeiramente, uma análise de dados é feita por meio de monitoramento e inspeções. Após o estudo, verifica-se o mecanismo de forma a antecipar problemas que podem gerar gastos com maiores correções.

Manutenção preventiva

É uma intervenção programada antes do surgimento de qualquer falha. Ela prevê reparos e recondicionamentos mesmo quando nada de errado foi detectado. Nível de óleo do motor, combustível, lubrificações periódicas, calibrações e aferição do instrumento são exemplos dessa categoria.

Manutenção corretiva

Ocorre quando já existe desgaste ou falha no equipamento e, consequentemente, peças e componentes precisam ser substituídos. Essa substituição tem como objetivo corrigir e recuperar o bom funcionamento da máquina. Geralmente, é o reparo que demanda mais gastos.

O ideal é que o tempo seja empenhado nas manutenções preditiva e preventiva. Uma opção é criar um diário ou uma planilha de utilização, que estará sempre anexada à máquina correspondente. Cada operário deverá preencher essa planilha com dados de revisões parciais ou totais em determinados períodos de tempo.

Fabricantes, revendedores ou técnicos devem ser acionados na ocorrência de avarias ou anormalidades. De forma a garantir a segurança dos usuários, apenas funcionários capacitados devem efetuar as manutenções.

Que estamos imersos em tempos de crises, todos sabemos. Nesse contexto, devemos sempre procurar todo o conhecimento e as medidas cabíveis para que nosso negócio alcance altas taxas de produtividade.

Nosso país apresenta condições favoráveis à agricultura devido à diversidade de climas, solos, relevo e luminosidade, além de sua extensão territorial. Por isso, é importante que o agricultor saiba gerenciar o negócio fazendo com que essas características possam ser potencializadas.

Parte desse gerenciamento é saber escolher quais serviços e mecanismos são indispensáveis à sua plantação e ao seu produto, certo? Agora que você já sabe alguns desses equipamentos para a plantação, conheça algumas das máquinas com as quais trabalhamos!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-