Saiba os benefícios de criar miniporcos

3 minutos para ler

Pode ainda parecer um tanto exótico para quem vê pela primeira vez, mas já não é novidade que miniporcos são tratados como animais de estimação.

Como cães e gatos, a versão miniatura de suínos vive em ambiente doméstico, passeia por ruas e parques. Dócil e inteligente, de pernas curtas e corpo e focinho compridos, o pequeno mamífero ganhou a simpatia de muitas crianças e adultos.

Ao contrário do estereótipo que se tem dos porcos em geral, o miniporco é limpo e gosta de tomar banho. Curioso e brincalhão convive bem com outros bichos. Não solta pelos e pode ser treinado para definir um local para realizar as necessidades. Com expectativa de vida de 25 anos, o porquinho não ultrapassa 40 centímetros de altura e o peso varia de 35 a 50 quilos.

Para que não engorde e se torne obeso, contudo, é importante controlar a alimentação e adotar a prática de exercícios. Caminhadas diárias são indicadas para o miniporco se movimentar e combater o estresse. Mas, como tem pele sensível, é necessário escolher as horas mais frescas do dia e sem incidência de sol forte. Recomenda-se, inclusive, o uso de protetor solar e, em dias frios, de hidratante, para evitar ressecamento.

Para criadores interessados em aumentar o orçamento mensal, o miniporco é uma ótima alternativa de diversificação em um segmento comercial que não para de crescer. Nos últimos anos, o mercado pet vem registrando expansão significativa mesmo em um período de crise severa para vários setores da economia.

Por ser resistente, o miniporco tem capacidade de se adaptar a diferentes lugares e locais com condições climáticas variadas. De porte pequeno, também não demanda muito espaço, permitindo o manejo até em quintais de residências. Como cada exemplar equivale a 20% do tamanho de um porco convencional, calcula-se que um total de seis minis possa dividir uma área destinada a um suíno grande.

Você Sabia?

Conta-se que a origem dos miniporcos ocorreu em países do Hemisfério Norte, devido à possibilidade de seu uso na realização de análises da área de biomedicina. Dadas as similaridades de algumas partes dos suínos com os órgãos humanos, a miniatura do animal pode ser adotada como cobaia para estudos em laboratórios de institutos e empresas de pesquisa.

Fonte: Mundo dos Animais, adaptado pela equipe do Rural Vende

Vestuário Country

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-